Sicoob Credipar participa do Leilão Direito de Viver para Hospital de Amor realizado Paraíso TO

Durante o sábado, 12, o Tatersal Jaime Medeiros, do Sindicato Rural de Paraíso do Tocantins reuniu centenas pessoas para participar do Leilão Solidário em prol da construção do Hospital de Amor do Tocantins. Todos os itens leiloados foram doados por entidade públicas e privadas, dentre produtos estão uma moto zero km, SmartTV 55 polegadas, vários animais como, bovinos que segundo a representante Raquel Ogawa cerca de trezentas cabeças de gados deverão ser arrematadas, além de equinos, outros animais e vários utensílios.

Na entrada do local, várias tendas foram instaladas para exposições de peças e produtos doados que vão desde botijões de gás, roupas, tapetes, artesanatos, churrasqueiras e etc. No interior do Tatersal estiveram expostos vários outros produtos que também vão a leilão.

Leilão

O primeiro produto a ser leiloado foi uma bezerra que por 27 vezes arrematada e doada novamente para novos lances. O primeiro arremate se deu pelo Frigorífico Paraíso no valor de 5 mil reais, e recolocada a leilão posteriormente mais 26 vezes por seus arrematadores, por fim os arrematadores acumularam no animal o valor total de R$ 45.900,00.

Conforme a organização do Leilão, o resultado final da arrecadação somente será informado após o fim de todos os itens serem arrematados, mas que tudo leva a mais um grande sucesso nos resultados. Para eles, ainda não há como estimar o resultado final, mas todos acreditam que superará as expectativas. Ainda segundo a coordenação dos trabalhos, mesmo com bons resultados dos leilões, muito ainda precisa ser feito e arrecadado até a conclusão dos trabalhos de construção.

Projeto

Todo recurso arrecadado será destinado a ser utilizado nas obras de construção do Hospital do Câncer de Barretos, com filial em Palmas Tocantins “Hospital de Amor”. A obras ainda está em fase inicial e é dividida por blocos. O projeto total está orçado em 100 milhões de reais. A unidade é prevista para atender cerca de 37 mil pacientes por ano.